Ideias na Mesa - Blog


Posts Relacionados com a(tag):alimentação

postado por Ramon da Silva Rodrigues Almeida em Sexta-feira, 05 de Fevereiro de 2016

Já sabe o que vai fazer no carnaval?

Para quem não curte a agitação das festas de fevereiro, o Ideias na Mesa tem uma ótima dica de filme para você assistir sem sair de casa.

O [Comida na Tela] de hoje traz um belíssimo filme que mistura várias sensações, sabores, ingredientes, uma ótima história e muita comida: A 100 Passos de um Sonho.

O filme é dirigido pelo incrível diretor Steven Spielberg e conta a história de Hassam, um simples jovem com o dom da culinária, que após uma tragédia destruir o restaurante de sua família na Índia, eles decidem ir tentar a vida na Europa.

Entretanto, Hassam e sua família vão para o sul da França e instalam seu novo restaurante de frente ao renomado restaurante de Madane Mallory que imediatamente declara guerra ao novo restaurante indiano, temendo concorrência.

A história é recheada de sentimentos, emoções e uma fotografia de tirar o ar de qualquer pessoa com as lindas paisagens do Sul francês e dos preparos das deliciosas receitas de ambos os restaurantes.

 

 A paíxão de Hassam pelo mundo da culinária é de uma fascinação ímpar no filme, a sua devoção pelos ingredientes e temperos é de uma sutileza maravilhosa que dá um tom muito especial para o filme.

  

Veja logo abaixo o trailer:  

 

O Canal do Youtube Tastemade Brasil ensina em um dos vídeos do Comida de Cinema, o famoso omelete do A 100 Passos para um Sonho, confira essa receita no vídeo:

 



postado por Ramon da Silva Rodrigues Almeida em Quarta-feira, 03 de Fevereiro de 2016

Foi lançado em 2015 pelo Ministério da Saúde mais um Caderno de Atenção Básica. Dessa vez sobre saúde das crianças, mais precisamente, aleitamento materno e a alimentação complementar.

Para reforçar a divulgação, nós do Ideias na Mesa trazemos a publicação para o post do [Biblioteca do Ideias] de hoje.

O aleitamento materno é a mais sábia estratégia natural de vínculo, afeto, proteção e nutrição para a criança e constitui a mais sensível, econômica e eficaz intervenção para redução da morbimortalidade infantil.

Dessa forma a publicação tem por objetivo potencializar as ações que promovam a alimentação saudável e de apoio ao aleitamento materno, numa linha de cuidado integral à Saúde da Criança.

O Caderno de Atenção Básica traz vários capítulos que tratam desde os tipos de aleitamento materno até as características e funções do leite materno para a criança. Além também de mostrar a importância do ato como um provedor de redução das chances de obesidade da criança, diminuir os riscos de alergias, evita diarreias, infecção respiratória e principalmente a promoção do vínculo afetivo entre mãe e filho.

 

Sobre alimentação complementar o caderno aborda questões sobre a alimentação complementar saudável, a formação de hábitos alimentares, a alimentação para crianças não amamentadas, entre outros.

Essa publicação você pode encontrar na [Biblioteca do Ideias]. Deem uma conferida!



postado por Ramon da Silva Rodrigues Almeida em Segunda-feira, 01 de Fevereiro de 2016

Você sabe que o Ideias na Mesa tem várias publicações sobre o uso de hortaliças e plantas não convencionais, com várias receitas e dicas de cultivo. Relembre essas publicações aqui.

E agora que tal aplicar essas receitas na alimentação escolar? É o que temos na experiência do [Você no Ideias] de hoje.

A experiência teve origem no projeto de Estágio em Nutrição e Desenvolvimento Humano da Universidade do Vale do Rio dos Sinos (UNISINOS), São Leopoldo – RS, em que foi realizada a introdução das Plantas Alimentícias Não Convencionais (PANC) na alimentação escolar do município de Harmonia – RS.

 

A ideia da experiência era unir a alimentação escolar saudável com as plantas não convencionais e diversificar alimentação monótona das escolas e fazer com que os alunos conheçam novos sabores, odores, sensações e imagens, enriquecendo o cérebro, a mente e o corpo.

Dessa forma foram desenvolvidas sete atividades nas três escolas em que a experiência de EAN foi aplicada.

Dentre elas foram feitas atividades em geral sobre a alimentação saudável relacionadas a frutas e verduras, outras para explicar a definição do que são as plantas não convencionais e seus tipos, a visita de um produtor local de alimentos, a realização de oficinas de culinárias para o ensino da preparação dessas plantas e por fim atividades com os pais dos alunos para elucidar a importância dessas plantas na alimentação das crianças.

 

Veja no final da experiência a biblioteca com receitas com as plantas não convencionais.


 

Você no Ideias na Mesa!     

Em 2016 queremos valorizar ainda mais as experiências de Educação Alimentar e Nutricional cadastradas na rede. Assim como a Monique Hans, você pode ter a oportunidade de ter sua experiência divulgada aqui no Blog. Cadastre suas experiências de EAN e compartilhe com outros usuários suas vivências, ideias e desafios. Vamos fortalecer e qualificar nossas ações pelo Brasil! 



postado por Maína Pereira em Sexta-feira, 29 de Janeiro de 2016

Ano novo começou e com ele muitos desejos e resoluções estabelecidas. O que você se propõe a realizar em 2016?

O Conselho Federal de Nutricionistas (CFN) lançou uma campanha que desafia nutricionistas, técnicos de nutrição e todos interessados na agenda da alimentação e nutrição a adotarem uma alimentação mais saudável e adequada neste novo ano.

Intitulada Pacto do Bem – a corrente pela alimentação adequada e saudável, a campanha está alinhada com o Pacto Nacional pela Alimentação Saudável, lançado pelo Governo Federal em 2015 pelo Decreto nº8.553/2015.

Veja abaixo algumas diretrizes e eixos do Pacto Nacional para Alimentação Saudável em que a campanha se baseou:

Para dinamizar ações de promoção da alimentação saudável, a campanha tem como foco a mobilização social por meio de mídias sociais digitais.

Qualquer pessoa pode participar! Para se envolver, é bem simples. Basta tirar uma foto ou gravar um vídeo respondendo à pergunta: “O que você melhoraria na sua alimentação? ” E aí publicar no FB, Twitter ou Instagram usando a hashtag #DesafioCFN e marcar seus amigos e família desafiando-os a fazer o mesmo.

A equipe da rede Ideias na Mesa, com seu propósito de fortalecer e propagar a Educação Alimentar e Nutricional, decidiu fazer parte desta corrente do bem e desafiou cada membro a compartilhar o que pretende melhorar na alimentação neste novo ano.

Confira o que cada um se propôs a realizar:

Débora Castilho: Minha meta é ir mais à feira e dar preferência para alimentos de base agroecológica”.

Elisabetta Recine: “ Pretendo fazer e manter lindamente uma horta perene”.  

Erika Porto: “Vou comer mais salada à noite! ”

Maína Pereira: “Cozinhar mais e tentar novas receitas constantemente, principalmente receitas da família e de amigos”.

Rafael Rioja: “Plantar minha comida”

Rámon Almeida: “Comer mais em companhia”.

Patrícia Martins: “Plantar minhas verduras e ervas”

Conchita Rocha: “Priorizar tempo para preparar e desfrutar das refeições e assim se organizar melhor para uma alimentação mais leve e saudável”.

 

E você? O que melhoraria na sua alimentação? Participe do #desafioCFN também! :D


 

 



postado por Ramon da Silva Rodrigues Almeida em Sexta-feira, 29 de Janeiro de 2016

Quer saber mais sobre o vegetarianismo ou veganismo sem aquelas cenas sanguinárias?

O [Comida na Tela] apresenta um documentário super aplaudido pelo mundo e uma ótima opção para quem se interessa em saber mais sobre o vegetarianismo ou veganismo.

Forks over Knives é o primeiro filme a criticar a indústria do fast food e à produção de lácteos sem mostrar cenas de matadouros ou sofrimento animal. 

A produção aborda um dos grandes problemas da sociedade moderna: os graves problemas de saúde que afetam parte significativa da população causados por um cardápio de alimentos de origem animal.

Além disso o documentário aborda mitos e verdades que permeiam o mundo da alimentação sem carne, principalmente sobre a questão da ingestão de proteínas nessas dietas.

Nos mostra também inúmeros depoimentos de médicos que apontam essas dietas como uma boa saída para combater os efeitos de várias doenças degenerativas, pois os médicos mostram que mesmo os derivados animais produzidos organicamente são insustentáveis e nocivos ao meio ambiente e à saúde humana, como também contribui para um sistema alimentar mais sustentável.

Veja o trailer logo abaixo:

Lembramos que o vegetarianismo e o veganismo são algumas das alternativas de uma alimentação saudável e que consultar um nutricionista é sempre o recomendado!



postado por Ramon da Silva Rodrigues Almeida em Quarta-feira, 27 de Janeiro de 2016

Você sabia que no Brasil, 83% das propriedades orgânicas são familiares?

E você já pensou em iniciar uma plantação orgânica?

Na [Biblioteca do Ideias] temos hoje o Guia do Produtor Orgânico, elaborado pelo professor Moacir Roberto Darolt, com várias orientações precisas para os produtores orgânicos de pequeno e médio portes, mas também para aqueles que desejam iniciar sua plantação.

Além da linguagem de fácil compreensão e entendimento, a publicação também traz inúmeras ilustrações que facilitam todo o processo de aprendizagem e manejo das plantações, desde o preparo dos solos, escolha de sementes e mudas, cuidados com água, colheita, armazenamento e comercialização.

O guia ainda nos mostra o que é a agricultura orgânica, com suas particularidades e características, e também dos principais correntes da agricultura de base ecológica.

 

Temos também dez motivos para se tornar um produtor orgânico, os dez cuidados que todo bom agricultor orgânico deve tomar, os passos para o processo de certificação, os caminhos para a conversão orgânica, entre outros.

  

Veja essa publicação na [Biblioteca do Ideias].



postado por Ramon da Silva Rodrigues Almeida em Segunda-feira, 25 de Janeiro de 2016

Hoje no [Você no Ideias] temos uma experiência incrível que abordou a sustentabilidade ambiental e a EAN, trazendo toda a complexidade do nosso sistema alimentar.

A ação foi realizada nos Centros de Referência de Assistência Social de São Bernardo do Campo – SP, por esse público ser atendido por doações do banco de alimentos da cidade e também foi visto que apenas doar alimentos não muda conceitos e valores sobre segurança alimentar e nutricional, o direito humano à alimentação saudável e adequada, entre outros que o público possuia.

Dessa forma as ações de EAN foram aplicadas por meio de oficinas que visassem envolver questões de sustentabilidade interligada com a soberania alimentar.

As oficinas eram realizadas de forma prática para estimular a adoção de atitudes mais sustentáveis pelos moradores do município como: agricultura de quintal, composteiras domésticas, captação de água de chuva, sistema de aquecimento solar e alimentação sustentável. 

 

Por fim, as oficinas também abordavam o tema da alimentação e cultivo de alimentos como oficinas de alimentação ecológica; compostagem; plantio consorciado em canteiro; germinação de sementes e grãos; e suco verde e sucos vivos.  

Veja a experiência completa aqui.

Lembrando que o Ideias na Mesa também possui um curso online de autoaprendizagem que aborda a temática da alimentação nos serviços socioassistenciais, veja aqui.


 

Você no Ideias na Mesa!     

Em 2016 queremos valorizar ainda mais as experiências de Educação Alimentar e Nutricional cadastradas na rede. Assim como a Vanessa Carlinda Santos, você pode ter a oportunidade de ter sua experiência divulgada aqui no Blog. Cadastre suas experiências de EAN e compartilhe com outros usuários suas vivências, ideias e desafios. Vamos fortalecer e qualificar nossas ações pelo Brasil! 



postado por Ramon da Silva Rodrigues Almeida em Quarta-feira, 20 de Janeiro de 2016

Você já ouviu falar ou comeu mangarito, taioba? E bertalha?

 

                  

Sabia que ela são algumas das hortaliças tradicionais que encontramos no Brasil ? Mas que ainda são pouco consumidas e conhecidas pela nossa população.

Por isso a [Biblioteca do Ideias] de hoje traz uma cartilha publicada pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento sobre as hortaliças não-convencionais ou tradicionais, para assim estimular o consumo destas no prato da população brasileira.



A publicação visa estimular os agricultores familiares a resgatar o cultivo destas culturas, hoje preservadas de forma isolada junto a populações tradicionais, e principalmente incentivar o consumo das variedades locais de hortaliças não-convencionais ou “hortaliças tradicionais” por parte da população em geral.

Além do aspecto da cultura, o estímulo às hortaliças tradicionais também visa perpetuar bons hábitos alimentares e a valorização do patrimônio sociocultural do povo brasileiro, visto que estas plantas são esquecidas e possuem um potencial para o enriquecimento da alimentação e melhoria de rendas das comunidades.

A cartilha traz algumas instruções básicas para o plantio das hortaliças e ainda algumas receitas deliciosas feitas com esses alimentos.

 

 

 Não deixe de conferir esta publicação na [Biblioteca do Ideias].

 



postado por Rafael Rioja Arantes em Terça-feira, 19 de Janeiro de 2016

Alexandro Auler/CON via Getty Images

A indiana Vandana Shiva – filósofa, ativista ambiental e eco feminista - autora de dezenas de livros e premiada internacionalmente por seu protagonismo na luta contra organismos geneticamente modificados, agrotóxicos e aquecimento global, escreveu em seu novo texto sobre como um novo acordo que está sendo firmado na Índia pode restringir o acesso de usuários a informações sobre alimentação.

Negociações entre Mark Zuckerberg e a megacorporação indiana Reliance, parceira do Facebook, que tem interesses em telecomunicação, energia, alimentos, varejo e terras, estão criando um novo pacote intitulado “Free Basics”. A empreitada restringiria o acesso a informações para determinados grupos, como por exemplo fazendeiros teriam como resultado de suas buscas na internet materiais e artigos elaborados pela Monsanto.

Nas palavras de Vandana:

“Um ataque corporativo coletivo está em curso globalmente. Tendo já programado suas ações, veteranos de corporações americanas como Bill Gates estão se juntando à nova onda de imperialistas filantropos, que inclui Mark Zuckerberg. É incrível a semelhança nas relações públicas de Gates e Zuckerberg, perfeitamente ensaiadas, que envolvem um preparo retórico e doação de fortunas. Qualquer entidade com que os Zuckerbergs se unam para administrar os 45 bilhões de dólares investidos provavelmente vai terminar parecendo a Fundação Bill e Melinda Gates; isto é, poderosa o suficiente para influenciar negociações climáticas, apesar não serem efetivamente responsáveis por nada”.

Neste trecho, Shiva explica como estes empresários e as grandes corporações se beneficiam de tais acordos:

"A Breakthrough Energy Coalition vai investir em ideias que podem transformar a maneira como todos nós produzimos e consumimos energia", escreveu Zuckerberg em sua página no Facebook. Era um anúncio da Breakthrough Energy Coalition de Bill Gates, um fundo privado com uma riqueza combinada de centenas de bilhões de dólares de 28 investidores que irão influenciar a forma como o mundo produz e consome energia.
 
Ao mesmo tempo, Gates pressiona para forçar uma agricultura dependente de insumos químicos, combustíveis fósseis e transgênicos patenteados (#FossilAg) através da Aliança pela Revolução Verde na África (AGRA). Trata-se de uma tentativa de tornar fazendeiros africanos dependentes de combústiveis fósseis que deveriam ter permanecido no subsolo, além de criar uma relação de dependência com as sementes e petroquímicos da Monsanto.”

A ativista faz um paralelo entre o controle da informação e o monopólio da Monsanto, estabelecendo um link entre as duas:

“O que a Monsanto faz ao empurrar as leis de Direitos de Propriedade Intelectual (IPR) referentes ao comércio de sementes, Zuckerberg está tentando fazer com a liberdade de internet da Índia. E, assim como a Monsanto, ele está prejudicando os indianos mais marginalizados.

A ligação entre o Facebook e a Monsanto é profunda. Os 12 maiores investidores da Monsanto são os mesmos que os 12 maiores investidores no Facebook, incluindo o Grupo Vanguard. Esse grupo é um grande investidor da John Deere, a novo parceira da Monsanto em “tratores inteligentes”, o que faz com que toda a produção e consumo de alimentos, da semente à informação, permaneça sob o controle de um pequeno punhado de investidores.”

Vandana chega, portanto, a seguinte conclusão:

“Todos os passos de todos os processos, até o ponto em que você escolhe algo da prateleira de um supermercado, serão determinados pelos interesses dos mesmos acionistas.

Que tal conversarmos sobre liberdade de escolha? ”.

Clique para ler o texto traduzido por Allam Brum na integra ou o original de Vandana Shiva.


 

 



postado por Ramon da Silva Rodrigues Almeida em Segunda-feira, 18 de Janeiro de 2016

Que tal fazer EAN com músicas? E cantar músicas da Música Popular Nutritiva?

É o que apresentaremos no [Você no Ideias] de hoje. Viaje e inspire-se nessa canção!

Essa foi experiência realizada pelo Sesc Rio nas escolas da Baixada Fluminense com o objetivo de promover saúde, a alimentação saudável através da música, através do Projeto MPN – Música Popular Nutritiva.

Assim busca-se também prevenir doenças como hipertensão arterial e diabetes, assim como doenças cardiovasculares, visto o número elevado que essas doenças se tem apresentado nas crianças.

 

Foram feitas palestras-show explicando e divulgando a importância da alimentação saudável e as bases instrumentais saem do computador e o canto é ao vivo, com paródias e músicas, todas compostas e tocadas nutricionista idealizadora do Projeto.

Veja toda essa experiência aqui.


 

Você no Ideias na Mesa!     

Em 2016 queremos valorizar ainda mais as experiências de Educação Alimentar e Nutricional cadastradas na rede. Assim como a Tânia Bicalho, você pode ter a oportunidade de ter sua experiência divulgada aqui no Blog. Cadastre suas experiências de EAN e compartilhe com outros usuários suas vivências, ideias e desafios. Vamos fortalecer e qualificar nossas ações pelo Brasil! 



Go to page:
Observatório Opsan UNB
facebook
twitter
Layout e programação do site Identidade visual
Faça o ligin para continuar!

clique aqui